PROPÓSITO

Viver pouco mas
viver muito
Ser todo o pensamento
Toda a esperança
Toda a alegria
ou angústia - mas ser

Nunca morrer
enquanto viver

Eunice Arruda

3 comentários:

Danikinha disse...

Oi Falk!Muito obrigada pelo lindo comentario.Suas mandalas sao muito fofas,adoro!

Bjus dobrados e boa semana,

Dani

Mirella Burity disse...

Se me ponho a cismar em outras eras
Em que ri e cantei, em que era querida,
Parece-me que foi noutras esferas,
Parece-me que foi numa outra vida...

E a minha triste boca dolorida,
Que dantes tinha o rir das primaveras,
Esbate as linhas graves e severas
E cai num abandono de esquecida!

E fico, pensativa, olhando o vago...
Toma a brandura plácida dum lago
O meu rosto de monja de marfim...

E as lágrimas que choro, branca e calma,
Ninguém as vê brotar dentro da alma!
Ninguém as vê cair dentro de mim!

florbela.

Falk Brito disse...

Dani e Mirella, obrigado pela visita e pelo carinho. Mirella, adorei o poema da Florbela. Beijos!

MEU PAPEL É SER SUA COMPANHIA.
falkbrito@gmail.com