NADA SEI (APNÉIA)

Nada sei dessa vida
Vivo sem saber
Nunca soube, nada saberei
Sigo sem saber
Que lugar me pertence
Que eu possa abandonar
Que lugar me contém
Que possa me parar
Sou errada, sou errante
Sempre na estrada
Sempre distante
Vou errando enquanto o tempo me deixar
Nada sei desse mar
Nado sem saber
De seus peixes, suas perdas
De seu não respirar
Nesse mar
Os segundos insistem em naufragar
Esse mar me seduz
Mas é só pra me afogar
Sou errada, sou errante
Sempre na estrada
Sempre distante
Vou errando enquanto o tempo me deixar passar
Vou errando enquanto o tempo me deixar

George Israel e Paula Toller


MusicPlaylist
Music Playlist at MixPod.com

2 comentários:

Laély disse...

Tenho este CD da Paula Toller e gosto muito dela.
Falk, você que anda fazendo mandalas de origami, já conhece a Rosana Sperotto, do "Amém: mandalas e Manualidades"?
Um abraço!

Menino Falk disse...

Laély, obrigado pela visita. Não conheço a Rosana Sperotto, mas farei uma visita ao blog dela. Beijos!

MEU PAPEL É SER SUA COMPANHIA.
falkbrito@gmail.com