Saber viver

Não sei... Se a vida é curta
Ou longa demais pra nós,
Mas sei que nada do que vivemos tem sentido,
Se não tocamos o coração das pessoas.

Muitas vezes basta ser:
Colo que acolhe,
Braço que envolve,
Palavra que conforta,
Silêncio que respeita,
Alegria que contagia,
Lágrima que corre,
Olhar que acaricia,
Desejo que sacia,
Amor que promove.

E isso não é coisa de outro mundo,
É o que dá sentido à vida.
É o que faz com que ela
Não seja nem curta,
Nem longa demais,
Mas que seja intensa,
Verdadeira, pura...
Enquanto durar.

Cora Coralina

6 comentários:

Marcia Almeida disse...

Lindo poema. Simples, como a vida deve ser.

Anônimo disse...

Caro Falk, devi sapere che passo dal tuo blog tutti i giorni... davvero tutti i giorni e l'unica cosa che mi dispiace è di non parlare la tua lingua. Se ti fosse possibile applicare la funzione Google traduttore sarebbe davvero un bel regalo per tutti noi tuoi ammiratori italiani.
Ancora grazie per tutto quello che di bello ci mostri.
Augurissimi,felicità.
emilia

Bett Ilustraciones disse...

q lindoooooo !! lo mejor para éste año!!bss

Vitor Hugo disse...

Amei o poema Falk!

Tem selinho lá no meu blog pra vc!!

Abraços dobrados

Vagner Alves disse...

OIe Falk....tdo bem??? Deixei um selinho pra vcoê láh no meu blog.... Abraços!!!

Aline disse...

Que lindo!

E seu blog está muito bonito.
Bjs

MEU PAPEL É SER SUA COMPANHIA.
falkbrito@gmail.com